Controle da Produção e do Estoque

Controle da Produção e do Estoque

EFD ICMS-IPI - Bloco K

EFD ICMS-IPI - Bloco K

EFD ICMS - IPI - Bloco K

Controle da Produção e do Estoque

A partir de 01/01/2016, os contribuintes com atividade econômica industrial ou equiparada a industrial estarão sujeitos à entrega, mensal, do Controle da Produção e do Estoque, noarquivo da Escrituração Fiscal Digital (EFD ICMS-IPI).

O Controle da Produção e do Estoque, denominado como bloco K na EFD ICMS-IPI, destina-se a prestar informações referentes à produção e ao estoque de mercadorias em poder da empresa e em poder de terceiros.

A partir dessas informações e de outras já prestadas pelo contribuinte nos demais blocos do arquivo da EFD ICMS-IPI, o Fisco conseguirá fechar o ciclo de operação da empresa, desde a compra de matéria-prima até a elaboração do produto final, de forma a combater a emissão de notas EFD ICMS IPI - Bloco K (Controle da Produçãoe do Estoque) fiscais com informações incorretas e outras irregularidades relacionadas com a movimentação do estoque.

As diferenças encontradas com base na movimentação dos estoques, quando não justificadas, poderão ser caracterizadas como sonegação fiscal. Portanto, é de extrema importância um trabalho em conjunto com os diversos setores da empresa, tais como, tecnologia da informação, contabilidade, fiscal, custos, estoques, dentre outros, para atendimento dessa obrigação acessória.

Importante lembrar que, o Controle da Produção edo Estoque, exigido na EFD ICMS-IPI, não poderá ser substituído pela impressão em papel ou qualquer outro controle alternativo.

Como a KPMG no Brasil pode ajudar

Com o objetivo de auxiliar as empresas nesse novo desafio, a KPMG oferece um serviço de análise da aderência do modelo de dados dos sistemas utilizados para gerenciamento das informações contábeis e fiscais de estoque, em relação ao layout do Bloco K. Esse serviço envolve as seguintes atividades:

  • Análise da documentação dos sistemas.
  • Análise da aderência ao layout, definido pelo Conselho Nacional de Política Fazendária (CONFAZ), para entrega das informações referentes ao Bloco K.
  • Entrevista com as pessoas-chave responsáveis pelas informações.
  • Levantamento dos gaps em relação aos requerimentos do negócio.
  • Recomendações para adequação dos arquivos ao layout do Bloco K, definido pelo CONFAZ.
  • Discussão dos gaps e recomendações identificados, com o patrocinador do projeto.
  • Cruzamentos de 1º nível (entre registros da mesma obrigação) e de 2º nível (entre arquivos e obrigações digitais).
  • Geração de relatórios com os pontos de atenção identificados nas análises.

Benefícios da abordagem KPMG

  • Conformidade dos dados gerados para o Fisco.
  • Confiança nos dados gerados para Gerência, Diretoria, Conselho e Stakeholders, proporcionando um ambiente favorável para a boa Governança Corporativa.
  • Organização e centralização dos arquivos digitais.
  • Padronização das regras de conferência e de análise.
  • Identificação de problemas operacionais.
  • Melhoria nos resultados dos processos de gestão e soluções (ERPs, Soluções Fiscais, Solução NF-e etc.).
  • Melhoria no ambiente de controle.

conecte-se conosco

 

Pedido de proposta

 

Enviar

Contatos