Fusões e aquisições têm o pior resultado desde 2009

Fusões e aquisições têm o pior resultado desde 2009

Pesquisa KPMG aponta recuo de 20% em comparação a 2015

Conteúdo Relacionado

Com 157 transações concretizadas, o número de operações de fusões e aquisições realizadas no Brasil, no terceiro trimestre deste ano teve o pior desempenho desde o último trimestre de 2009, quando foram registradas 138 operações. Na comparação com o mesmo período de 2015, houve um recuo de 20%.

Já no acumulado dos nove meses, foram efetuadas 537 transações, uma queda de 8,5% em relação às 589 transações concluídas no mesmo período de 2015. Este número também é o menor observado para o período desde 2010, quando o Brasil estava inserido no contexto de uma importante crise internacional, e foram concretizadas 531 transações.

“Apesar da queda, temos alguns dados interessantes. O acumulado do ano registrou um recorde de transações de empresas brasileiras vendendo seus ativos no exterior. Foram 27 transações o que supera o recorde de 15 transações observadas em 2014 e 2015. Outro destaque é o recuo de transações nas quais empresas de capital estrangeiro foram compradas no Brasil (67 transações), atingindo o menor nível desde 2004, o que pode significar que essas companhias estão mais propensas a manter seus negócios no país”, analisa o sócio da KPMG no Brasil, Luis Motta.

Tipo de transação
3o. Trim.
Cross-Border 1 64
Cross-Border 2 4
Cross-Border 3 2
Cross-Border 4 15
Cross-Border 5 7
Domestic 65
Total 157

Legendas

Transações Domésticas: entre empresas de capital brasileiro

CB1: Empresa de capital majoritário estrangeiro adquirindo, de brasileiros, capital de empresa estabelecida no Brasil.

CB2: Empresa de capital majoritário brasileiro adquirindo, de estrangeiros, capital de empresa estabelecida no exterior.

CB3: Empresa de capital majoritário brasileiro adquirindo, de estrangeiros, capital de empresa estabelecida no Brasil.

CB4: Empresa de capital majoritário estrangeiro adquirindo, de estrangeiros, capital de empresa estabelecida no Brasil.

CB5: Empresa de capital majoritário estrangeiro adquirindo, de brasileiros, capital de empresa estabelecida no exterior.

Sobre a KPMG

A KPMG é uma rede global de firmas independentes que prestam serviços profissionais de Audit, Tax e Advisory. Estamos presentes em 155 países, com mais de 174.000 profissionais atuando em firmas-membro em todo o mundo. As firmas-membro da rede KPMG são independentes entre si e afiliadas à KPMG International Cooperative (“KPMG International”), uma entidade suíça. Cada firma-membro é uma entidade legal independente e separada e descreve-se como tal.

No Brasil, somos aproximadamente 4.000 profissionais distribuídos em 13 Estados e Distrito Federal, 22 cidades e escritórios situados em São Paulo (sede), Belém, Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Cuiabá, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Goiânia, Joinville, Londrina, Manaus, Osasco, Porto Alegre, Recife, Ribeirão Preto, Rio de Janeiro, Salvador, São Carlos, São José dos Campos e Uberlândia.

Twitter: http://www.twitter.com/@kpmgbrasil
Site: kpmg.com/BRLinkedin: www.linkedin.com/company/kpmg-brasil
Facebook: facebook.com/KPMGBrasil 

Atendimento à Imprensa

Ricardo Viveiros & Associados - Oficina de Comunicação (RV&A)
Marcel Trinta - marcel.trinta@viveiros.com.br - 11 3736-1127
Bianca Antunes - bianca.antunes@viveiros.com.br - 21 3515-9431
Ana Azevedo - ana.azevedo@viveiros.com.br - 11 3675-5444
Annelize Demani - annelize@viveiros.com.br - 21 3515-9487
Twitter: http://www.twitter.com/@RVComunicacao
Facebook: facebook.com/ricardoviveiroscomunicacao
Site: viveiros.com.br 

conecte-se conosco

 

Pedido de proposta

 

Enviar

Nova plataforma digital da KPMG

A KPMG International criou uma avançada plataforma digital que aumenta sua experiência, otimizada para descobrir novos e relacionados conteúdos.