Executivos do setor aeroespacial e de defesa estão confiantes

Setor aeroespacial e de defesa estão confiantes

64% dos executivos esperam crescer nos próximos anos, diz KPMG

Conteúdo Relacionado

De acordo com a edição recente da pesquisa Panorama Global do Setor Aeroespacial e de Defesa (Global A&D Outlook), 64% dos entrevistados estão confiantes ou muito confiantes em relação às previsões de crescimento das empresas nos próximos dois anos. O estudo foi produzido pela KPMG com 76 executivos seniores desses setores do mundo inteiro.

Segundo o estudo, o panorama ainda é mais otimista para as fabricantes originais de equipamentos de aeronaves e as empresas contratadas para prestar serviços para o setor de defesa. Cem por cento dos respondentes de organizações de maior porte (com receitas anuais globais de mais dez bilhões de dólares) parecem confiantes nas estratégias de crescimento. Ainda de acordo com o levantamento, 41% delas dizem que o crescimento será uma das prioridades no topo da lista nos próximos dois anos. Um percentual mais alto do que os 13% observados no ano anterior.

“A pesquisa também nos mostra como as empresas vão buscar esse crescimento, já que a gestão de custos e desempenho ainda é um tópico em alta na pauta das organizações dessa indústria”, afirma o sócio do setor aeroespacial e defesa (A&D) da KPMG, Marcio Peppe.

O executivo destaca que, segundo o levantamento, 81% dos participantes estão focados em aprimorar a gestão de custos e desempenho. “Isso indica que muitas organizações estão investindo de modo mais orientado ao crescimento em novas tecnologias e serviços enquanto enfatizam a redução e a consolidação de custos. Os líderes precisarão expandir as organizações, experimentar novas abordagens e unir-se a novos parceiros que possam ajudá-las a explorar essas oportunidades de modo mais rápido e com maior relação custo-benefício", analisa Peppe.

Novos serviços

O Panorama Global do Setor Aeroespacial e de Defesa aponta que 87% dos respondentes planejam mudar a gama de produtos que oferecem nos próximos dois anos, sendo que, dentre eles, 47% farão investimentos significativos para lançar um ou mais novos produtos no mercado. 

Dessa forma, investimentos em pesquisa e desenvolvimento (P&D) vão crescer. Trinta por cento dos entrevistados disseram ter gasto 6% ou mais das receitas com P&D no ano passado e agora 45% dizem que irão gastar no mínimo esse mesmo valor nos próximos dois anos. “O mais impressionante ainda é o fato de que 20%  deles disseram que irão gastar mais de 10% das receitas em P&D nos próximos dois anos. Façamos uma comparação com o percentual de 2014, ano em que nenhum deles indicou ou previu um índice de gastos com P&D maior do que 10%”, afirma o sócio da KPMG.

Novos mercados

A pesquisa mostrou que mais de 90% dos respondentes do setor A&D dizem ter planos de expansão para novos mercados nos próximos dois anos. Adicionalmente, quase  30% dos participantes dizem que as estratégias de investimentos estrangeiros são influenciadas principalmente pelo desejo de aproximar-se do cliente e obter acesso a novos mercados.   

“Como as economias continuam em ritmo lento e os orçamentos do setor de defesa estagnados nos mercados desenvolvidos, muitas organizações do setor A&D estão atualmente à procura de novos mercados estrangeiros para gerar nova receita. Além da busca pelo crescimento da receita, a redução dos custos com fabricação é um grande fator influenciador”, analisa Peppe. 

Riscos e inovação da cadeia de suprimentos

Devido a uma transição para novos produtos e novos mercados, o levantamento mostra que a falha da cadeia de suprimentos continua a ser vista como um grande risco para as organizações do setor A&D, com 87% dos respondentes citando-a como uma grande ameaça à concretização da pauta de crescimento da empresa. Os riscos da cadeia de suprimentos foram classificados como o segundo maior risco enfrentado pelas fabricantes do setor A&D, atrás somente das preocupações com uma ameaça de outra recessão econômica. "A melhor forma de reduzir o risco de falha da cadeia de suprimento é obter uma maior visibilidade de ponta a ponta e gerenciá-la de modo multidisciplinar e mais profundo", afirma Peppe. 

Quase dois terços (64%) dos entrevistados disseram ter planos para investir em detecção de demanda para aprimorar as operações das cadeias de suprimentos e 60% dizem que investirão em análise de dados.  Além disso, 32% dos respondentes disseram que investiriam em tecnologias de IoT (internet das coisas) na cadeias de suprimentos.  "As organizações mais avançadas estão pensando em como podem combinar dados da tecnologia de detecção com fontes de dados externas para criar um valor ainda maior para os clientes e oportunidades de crescimento mais sustentáveis para si mesmas", finaliza o executivo.

Sobre o estudo

O relatório tem como base uma pesquisa realizada com 76 executivos seniores do setor de A&D, sendo que  metade deles  está localizada na Europa e 21% nas Américas. Mais de 30%vdos entrevistados representam empresas com receitas anuais globais de mais de 5 bilhões de dólares e 8% representam organizações com receitas de mais de 25 bilhões de dólares. Você pode fazer o download do A&D Outlook na íntegra. Clique aqui.

Sobre a KPMG

A KPMG é uma rede global de firmas independentes que prestam serviços profissionais de Audit, Tax e Advisory. Estamos presentes em 155 países, com mais de 174.000 profissionais atuando em firmas-membro em todo o mundo. As firmas-membro da rede KPMG são independentes entre si e afiliadas à KPMG International Cooperative (“KPMG International”), uma entidade suíça. Cada firma-membro é uma entidade legal independente e separada e descreve-se como tal. No Brasil, somos aproximadamente 4.000 profissionais distribuídos em 13 Estados e Distrito Federal, 22 cidades e escritórios situados em São Paulo (sede), Belém, Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Cuiabá, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Goiânia, Joinville, Londrina, Manaus, Osasco, Porto Alegre, Recife, Ribeirão Preto, Rio de Janeiro, Salvador, São Carlos, São José dos Campos e Uberlândia. 

Twitter: http://www.twitter.com/@kpmgbrasil
Site: kpmg.com/BR
Linkedin: www.linkedin.com/company/kpmg-brasil
Facebook: facebook.com/KPMGBrasil

Atendimento à Imprensa

Ricardo Viveiros & Associados - Oficina de Comunicação (RV&A)
Marcel Trinta - marcel.trinta@viveiros.com.br - 11 3736-1127
Bianca Antunes - bianca.antunes@viveiros.com.br - 21 3515-9431
Ana Azevedo - ana.azevedo@viveiros.com.br - 11 3675-5444
Annelize Demani - annelize@viveiros.com.br - 21 3515-9487
Twitter: http://www.twitter.com/@RVComunicacao
Facebook: facebook.com/ricardoviveiroscomunicacao
Site: viveiros.com.br

conecte-se conosco

 

Pedido de proposta

 

Enviar

Nova plataforma digital da KPMG

A KPMG International criou uma avançada plataforma digital que aumenta sua experiência, otimizada para descobrir novos e relacionados conteúdos.

 
Leia mais