Universalizando o saneamento básico no Brasil | KPMG | BR
close
Share with your friends

Universalizando o saneamento básico no Brasil

Universalizando o saneamento básico no Brasil

Os números que refletem a atual falta de atendimento no setor de saneamento básico no Brasil são alarmantes.

Conteúdo Relacionado

estação de tratamento de esgoto

Dados do Trata Brasil (2018) indicam que, atualmente,17% da população — ou 35 milhões de brasileiros — não tem acesso a água encanada e 48% da população não tem seu esgoto coletado. Se esses dados, por si só, já impressionam, impressiona ainda mais saber que: dos 83% da população conectada à rede de água, boa parte sofre com interrupções constantes e problemas de qualidade (sem que isso seja ao menos monitorado de forma consolidada); e dos 52% conectados à rede de esgoto, apenas 45% (ou seja, 23% da população) têm esse esgoto tratado.

conecte-se conosco

 

Pedido de proposta

 

Enviar