Auditoria Interna da KPMG: Top 10 em 2018 | KPMG | BR
close
Share with your friends

Auditoria Interna da KPMG: Top 10 em 2018

Auditoria Interna da KPMG: Top 10 em 2018

Considerações impactantes para os departamentos de Auditoria Interna

Conteúdo Relacionado

Auditoria Interna da KPMG: Top 10 em 2018

Ao concorrer em um mundo em rápida transformação, as empresas devem enfrentar os desafios emergentes todos os dias: novos requisitos regulamentares, mudança nas normas contábeis, risco de relacionamento com terceiros, e muito mais. Todos esses desafios trazem riscos e oportunidades. Identificar a linha tênue entre esses dois fatores é fundamental. Uma vez que apenas dez por cento dos diretores financeiros (CFOs) e presidentes de Comitês de Auditoria que responderam ao recente estudo da KPMG/Forbes “Buscando valor por meio da auditoria interna”(Seeking Value through Internal Audit) consideram que sua função de auditoria interna (AI) identifica e responde adequadamente aos riscos emergentes, a AI pode desempenhar um papel importante em ajudar as organizações a gerenciar o ambiente de riscos, avançando nas prioridades estratégicas.

Uma função de AI impactante permanecerá atualizada sobre as questões amplas de negócio à medida que elas surgem, para que possa auxiliar a monitorar os riscos relacionados e seus efeitos potenciais na organização. Para fornecer o maior valor possível, a AI deve encontrar oportunidades de desafiar o status quo para reduzir riscos, melhorar controles e identificar eficiências potenciais e benefícios de custos em toda a organização.

Para ajudar as funções de AI a atingir esses objetivos, apresentamos a publicação Auditoria Interna da KPMG: Top 10 em 2018, que descreve as áreas nas quais a AI deve se concentrar para que possa efetivamente agregar valor a toda a organização e maximizar sua influência sobre a empresa.

conecte-se conosco

 

Pedido de proposta

 

Enviar