Tecnologia como aliada do agronegócio | KPMG | BR
close
Share with your friends

Tecnologia como aliada do agronegócio

Tecnologia como aliada do agronegócio

Exportações do agronegócio do Brasil somaram US$ 96,01 bilhões em 2017

Conteúdo Relacionado

sistema de irrigação em plantação

As exportações do agronegócio do Brasil somaram US$ 96,01 bilhões em 2017, um aumento de 13% e comparação com o ano anterior. Os dados foram divulgados pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, que também destacou o superávit da balança comercial de US$ 81,86 bilhões, o segundo maior saldo positivo da história. São números que orgulham os produtores e revelam o alto nível técnico desses profissionais. 

Uma rápida análise revela que as condições climáticas e geográficas brasileiras oferecem um potencial para o setor. Mas é a inovação que tem puxado o desenvolvimento do negócio, com recursos que incorporam cada vez mais soluções tecnológicas de gestão da informação.

Nesse sentido, a tecnologia tem sido imprescindível para o ganho de produtividade com gerenciamento de equipamentos na produção de grãos, carnes e complexo sucroalcooleiro. Segundo a Secretaria Executiva da Comissão Brasileira de Agricultura de Precisão, cerca de 67% das propriedades agrícolas do país usam tais ferramentas, seja nos negócios, seja no cultivo ou na colheita.

Um dos recursos em ascensão é a agricultura de precisão, que utiliza tecnologia da informação com base na variabilidade de solo e clima, racionalizando o uso dos recursos e o entendimento sobre os processos biológicos.

O sistema reduz custos, aumenta a produtividade e diminui erros da colheita com base em dados, equipamentos de geolocalização e ferramentas de controle sobre variabilidade do solo, níveis nutricionais e necessidades que devem ser corrigidas. Utilizando big data, tal ferramenta amplia a capacidade de distribuição de insumos, uniformiza a produtividade e corrige imprevistos na colheita.

Outro recurso importante é a análise preditiva para antecipar os efeitos das mudanças climáticas sobre plantios, contribuindo para embasar tomadas de decisão e gerar mais produtividade. Empresas especializadas têm soluções de tecnologia embarcada e recursos de Internet das Coisas em máquinas agrícolas para monitorar processos de plantio em tempo real, incluindo preparo, adubação e correção do solo, além da colheita.

Além disso, existem soluções de empresas de software com foco na performance do negócio, com ferramentas que monitoram a cadeia de suprimentos e o processo de produção para aperfeiçoar o planejamento e assegurar transparência nos contratos com fornecedores, parceiros e clientes. Especialistas em coleta e análise de dados, que operam drones, por exemplo, apostam em recursos que reduzem custos com uso de câmeras multiespectrais, detectores de gases e sistemas de posicionamento precisos para a correta avaliação das condições do plantio.

Apesar dos avanços, ainda é necessário ampliar o acesso do agronegócio às tecnologias. O setor representa mais de 23% do Produto Interno Bruto, mas responde por apenas 2% do mercado brasileiro de tecnologia da informação. Neste ambiente altamente competitivo, há espaço para melhorias, já que a cultura da inovação ainda não está distribuída em todo o País.

Considerando as estimativas de crescimento populacional da Organização das Nações Unidas, o agronegócio precisará alimentar mais de 9 bilhões de pessoas antes de 2050. A tecnologia movimentará o mercado, mas também melhorará a vida das pessoas. Com os recursos destacados, é possível gerenciar melhor a produção e conquistar resultados mais efetivos.

Investir em tecnologia gera maior controle da produção e auxilia na redução de custos e riscos. Os benefícios estão diretamente associados ao negócio, ao mercado, aos consumidores, ao meio ambiente e à sociedade como um todo. Fomentar o desenvolvimento tecnológico é imprescindível para o Brasil ter um agronegócio cada vez mais inovador, competitivo e sustentável.

André Monaretti é sócio-líder de Agribusiness da KPMG no Brasil

Fernando Liani é sócio da KPMG no Brasil

> Conheça a página de Agronegócio da KPMG no Brasil

conecte-se conosco

 

Pedido de proposta

 

Enviar