Fusões e Aquisições - 2º. semestre de 2015 | KPMG | BR
close
Share with your friends

Fusões e Aquisições - 2º. semestre de 2015

Fusões e Aquisições - 2º. semestre de 2015

Número de empresas brasileiras comprando estrangeiras fica perto de recorde.

Conteúdo Relacionado

Fusões e Aquisições 2o. semestre de 2015

O estudo sobre Fusões e Aquisições é realizado trimestralmente pela KPMG no Brasil e aborda diversos assuntos como ranking setorial de transações, distribuição geográfica das transações, participação dos países no número de transações do tipo cross border, evolução dos números em anos anteriores e outros comparativos.

Número de empresas brasileiras comprandoestrangeiras fica perto de recorde. 

Já com o recuo das transações domésticas, as operações de fusões e aquisições têm resultado mais baixo dos últimos cinco anos. 

As transações CB2, nas quais empresas de capital brasileiro compram empresas estrangeiras estabelecidas no exterior, foram o destaque do ano de 2015 – concretizaram-se 65 operações desse tipo, número que fica apenas uma transação abaixo do recorde estabelecido em 2007. 

Esse movimento tem se fortalecido desde o último trimestre de 2014. Empresas nacionaisbem estruturadas estão buscando internacionalização e encontrando nesse nicho uma forma de manter bons resultados, já que o mercado nacional não está tão aquecido. 

O setor que mais realizou esse tipo de operação foi o de Alimentos, bebidas e tabaco, com 19 transações, quase o dobro do segundo colocado, que foi Tecnologia daInformação.

© 2018 KPMG Corporate Finance Ltda., uma sociedade simples brasileira e firma-membro da rede KPMG de firmas-membro independentes e afiliadas à KPMG International Cooperative (“KPMG International”), uma entidade suíça. Todos os direitos reservados.

KPMG International Cooperative (“KPMG International”) is a Swiss entity. Member firms of the KPMG network of independent firms are affiliated with KPMG International. KPMG International provides no client services. No member firm has any authority to obligate or bind KPMG International or any other member firm vis-à-vis third parties, nor does KPMG International have any such authority to obligate or bind any member firm.

conecte-se conosco

 

Pedido de proposta

 

Enviar